quinta-feira, 13 de novembro de 2014

AS CARACTERÍSTICAS DO PREGADOR PORTADOR DA VERDADEIRA MENSAGEM DE DEUS

Ouvimos tantas mensagens e são tantos pregadores que se dizem portadores da mensagem de Deus que resolvi fazer uma breve reflexão sobre esse tema. Para melhor compreensão quero destacar algumas características do pregador que traz a verdadeira mensagem de Deus, partindo dos seguintes pressupostos:

Quando a mensagem vem de Deus:

1. O pregador estimula o fiel a esperar em Deus, a crer ou confiar em Deus, a submeter-se a vontade soberana de Deus, a permanecer firme independente das circunstâncias, com paciência e confiança inabalável na resposta de Deus (Sl 37.5; 27.14; Rm 8.24);

2. O pregador prega exatamente o que o texto diz, sem forçar uma interpretação tendenciosa, ou seja, expõe a verdade bíblica (Ap 22. 18,19; II Tm 4. 2-4);

3. O pregador estimula a verdadeira fé, pois a fé verdadeira leva o fiel a um relacionamento de confiança em Deus, nela o fiel é despertado a crer que Deus não falha, que controla tudo e que tem compromisso infalível com suas promessas. Lembrando que a Fé em Deus deve se basear numa promessa feita por Ele, ou seja, Deus cumprirá o que Ele prometeu, e não exatamente no que eu quero que seja feito, pois nem sempre o que eu quero é aquilo que Deus quer;

4. O pregador conscientiza o fiel que a benção alcançada não vem dos seus méritos próprios, mas simplesmente da bondade e misericórdia de Deus. Toda honra e glória deve ser atribuída somente a Deus (I Cr 29.10-16; Sl 136; Rm 11.6; I Co 1.20);

5. O pregador leva o fiel a entender que Deus é soberano, portanto ainda que a benção não tenha sido alcançada devemos permanecer firmes e glorificando o nome de Deus. Servimos a Deus pelo que Ele é e não por aquilo que Ele pode nos dar (II Sm 12. 16-20; Fp 4 12,13,20);

6. O pregador leva seus ouvintes a entender que o amor de Deus é maior que a nossa fé ou esperança, e que se faltar fé ou a esperança, ainda nos restará Seu amor incondicional (I Co 13.13);

7. O pregador leva o fiel a entender que o Reino de Deus está em primeiro lugar e não a nossa vontade própria (Mt 6.10);

8. O pregador leva todos a entender que como servos, seguidores de Cristo, não determinamos nada a Deus. Ele é o Senhor e eu sou o servo, portanto quem determina é Deus. Os servos pedem e clamam, e Deus pela sua bondade e misericórdia nos atende ou não (Mt 26.39; Lc 22.42; Lc 12.47; Fp 2.13; Hb 10.36);

9. O pregador leva seus ouvintes a compreender que não precisamos de amuletos, fórmulas mágicas, ou sacrifícios qualquer, pois para recebermos algo de Deus, basta pedir diretamente a Ele, pois se for da sua vontade Ele nos dará pela sua graça e bondade (Lc 11.19; I Jo 5.14; Mt 6.6);

10. Por fim, o pregador leva todos a perceberem e entenderem que ele é apenas um canal de Deus, um simples mensageiro, dependente inteiramente de Deus e não um astro, um super crente ou um "show mam" qualquer.

Concluímos, portanto que devemos estar atentos com os enganos desses pregadores e das suas mensagens falaciosas, que de forma sutil, afastam muitos da verdadeira fé. 

Que Deus nos abençoe, com as infinitas bênçãos da sua mão, mediante asua eterna graça e nos dê discernimento nesses últimos dias.

Soli Deo Glória

Pr Pedro Pereira

Um comentário:

  1. Edificante, pastor Pedro. Que a potente mão do Senhor esteja contigo !!!

    ResponderExcluir