sexta-feira, 29 de novembro de 2013

OS ELEMENTOS ESSENCIAIS A LITURGIA DO CULTO CRISTÃO

"Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus". Rm 12.1,2.


Liturgia é uma palavra grega que significa serviço ou trabalho, no nosso caso, significa o serviço religioso, ou o rito praticado no culto. 

Os elementos essenciais e primordiais da liturgia de um culto cristão são: a oração, a leitura bíblica, o cântico espiritual (louvor), a execução das ordenanças de Cristo (batismo e Santa Ceia), e a pregação da Palavra de Deus. 

Esses elementos são essenciais, pois fazem parte da liturgia do culto cristão e corroboram com a comunhão com Deus, engajam o cristão na gratidão, o levam a render graças a Deus, contribuem para a edificação do corpo de Cristo, e por fim propiciam o anúncio do Evangelho da graça. 

Sabemos que esses elementos, historicamente, fazem parte do culto cristão e estão, de forma direta e indireta, inseridos nas Escrituras; sabemos também que a liturgia cristã evangélica não é rígida quanto a sua ordem ou organização dentro do culto, mas esses elementos devem estar presentes, pois certamente caracterizam o culto cristão.

Quero ressaltar que cada elemento essencial tem seu tempo na liturgia do culto, pois caso contrário perde seu objetivo, podemos exemplificar essa distorção com o seguinte exemplo: Se num culto cristão não há período de oração, se o louvor toma todo o tempo do culto, se não há tempo necessário para a explanação da pregação, logo esse culto não alcançará os objetivos pelo qual foi proposto; exemplificando isso, é inadmissível um cristão ir ao culto e não ouvir a explanação da palavra de Deus, que é o meio pelo qual Deus escolheu para edificar, santificar, instruir, exortar, alimentar e preparar esse cristão.

Outra situação importante e preocupante é o perigo da substituição no culto dos elementos essenciais por elementos complementares ou estranhos a liturgia cristã, que servem apenas para satisfação humana, como shows, espetáculos e apresentações antropocêntricas, pois a finalidade do culto se perde, ou seja, o serviço de adoração a Deus que tem o alvo de render toda glória a Deus é tomada para destacar talentos humanos, disputa de egos, emulações, etc. A atenção é toda voltada ao homem, além das letra musicais serem antropocêntricas, os aplausos e até assovios (coisa estranha na liturgia cristã) são voltados a apresentação e não há Deus.

Esse perigo é tão iminente que hoje, para muitos, ditos cristãos, a idéia de "igreja boa" é a igreja que lhe agrada, que se adapta aos seus gostos e desejos; tudo isso é lamentável, pois na verdade o culto é um serviço de adoração a Deus, portanto ele deve agradar a Deus e não a homens, em outras palavras podemos dizer que um culto é o homem trabalhando para agradar a Deus, seja lendo ou ouvindo sua palavra, seja o adorando através de cânticos espirituais e teocêntricos, seja agradecendo e o invocando por meio de orações, etc. Tudo deve ser feito com o intuito de engrandecer seu Santo Nome e render-lhe toda a glória; e sabendo que aquilo que agrada a Deus é o que está inserido e/ou inferido na sua Palavra e não naquilo que eu acho ou penso.

Termino com a seguinte pergunta, como vai o nosso culto? Como é a liturgia cristã em nossa igreja? Fica aqui um alerta e que Deus nos abençoe. (Ef 5.19; Cl 3.16; Sl 95.2; I Co 10. 31,32; Is 42.8; Sl 115.1; II Tm 3.16,17; I Tm 4. 4,5; Rm 12. 1,2)

Soli Deo glória.

Pr Pedro Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário